Tudo Sobre o Teste de Hemoglobina Glicada A1c

O teste A1C, também conhecido como HbA1C, hemoglobina A1c, hemoglobina glicada ou teste de hemoglobina glicosilada, é um exame de sangue que mostra os níveis médios de açúcar no sangue nos últimos dois a três meses.

Teste de Hemoglobina Glicada A1c

O que é hemoglobina glicada A1c?

Antes do teste de hemoglobina glicada, os diabéticos dependiam apenas de exames de urina ou tomar picadas diárias nos dedos para medir os níveis de açúcar no sangue. Esses testes realmente são precisos, mas apenas no momento que é feito.

Na verdade, eles são muito limitados para controle do diabetes . Isso porque o açúcar no sangue pode variar muito dependendo da hora do dia, da atividade física e até mesmo das alterações hormonais. Algumas pessoas podem ter níveis elevados de açúcar no sangue às 3 da manhã e não têm consciência disso.

Leia nesse artigo:

  1. O que mede a hemoglobina glicada?
  2. Como o teste funciona?
  3. Qual o normal da hemoglobina glicada?
  4. Porque a hemoglobina glicada aumenta?
  5. Hemoglobina glicada alta riscos

Os testes A1C ficaram disponíveis na década de 1980 e rapidamente se tornaram uma ferramenta importante no monitoramento do controle do diabetes . Os testes de A1C medem a glicemia média nos últimos dois a três meses. Portanto, mesmo que você tenha um alto nível de açúcar no sangue em jejum, seu nível de açúcar no sangue pode estar normal, ou vice-versa.

O açúcar no sangue em jejum normal pode não eliminar a possibilidade de diabetes tipo 2 . É por isso que os testes de A1C estão sendo usados ​​para diagnóstico e triagem de pré -diabetes e diabetes. Porque não requer jejum, o teste pode ser feito a qualquer momento como parte de uma exame de sangue total.

O teste de A1C também é conhecido como teste de hemoglobina glicada A1c ou teste de HbA1c. Outros nomes são: hemoglobina glicosilada, teste de glicohemoglobina, teste de hemoglobina A1C.

O que mede a hemoglobina glicada?

A1C mede a quantidade de hemoglobina no sangue que tem glicose ligada a ela. A hemoglobina é uma proteína encontrada dentro dos glóbulos vermelhos que transporta oxigênio para o corpo. As células da hemoglobina estão constantemente morrendo e se regenerando. Sua vida útil é de aproximadamente três meses.

A glicose se liga à hemoglobina, de modo que o registro de quanto de glicose está ligado à sua hemoglobina também dura cerca de três meses. Se houver muita glicose nas células da hemoglobina, você terá um A1C alto. Se a quantidade de glicose estiver normal, seu A1C estará normal.

Como o teste funciona?

O teste é eficaz devido ao tempo de vida das células de hemoglobina.

Vamos dizer que sua glicose no sangue estava alta na semana passada ou no mês passado, mas está normal agora. Sua hemoglobina terá um “recorde” de glicose alta na semana passada na forma de mais A1C no sangue. A glicose que foi anexada à hemoglobina durante os últimos três meses ainda será registrada pelo teste, uma vez que as células vivem por aproximadamente três meses.

O teste A1C fornece uma média das leituras de açúcar no sangue nos últimos três meses. O teste não é preciso para um dia específico, mas dá ao seu médico uma boa ideia da eficácia do seu programa de controle do diabetes tem sido ao longo do tempo.

Programa Diabetes Controlada Dr. Rocha
Programa Diabetes Controlada Dr. Rocha

Qual o normal da hemoglobina glicada?

hemoglobina glicada valores tabela
hemoglobina glicada valores tabela

Alguém sem diabetes terá cerca de 5% de sua hemoglobina glicada. Um nível normal de A1C é de 5,6% ou menos .

Um nível de 5,7 a 6,4 por cento indica pré-diabetes. Pessoas com diabetes têm um nível de A1C de 6,5% ou mais.

Para monitorar o controle total da glicose, os diabéticos então devem fazer um teste de A1C pelo menos duas vezes por ano. Medições mais frequentes (por exemplo, a cada 3 meses) devem ser feitas se você tiver diabetes tipo 1, se o tratamento estiver sendo ajustado, se você e seu médico estiverem estabelecendo certos alvos para açúcar no sangue ou se estiver grávida.

Porque a hemoglobina glicada aumenta?

Qualquer diabético sabe que os testes de A1C não eram confiáveis ​​até recentemente. No passado, muitos tipos diferentes de testes A1C deram resultados diferentes dependendo do laboratório que os analisou.

No entanto, um programa de padronização da glicohemoglobina ajudou a melhorar a precisão desses testes. Fabricantes de testes A1C agora têm que provar que seus testes são consistentes com aqueles usados ​​em um grande estudo sobre diabetes. 

No entanto a precisão é relativa quando se trata de A1C ou até mesmo testes de glicose no sangue. O resultado do teste A1C pode ser até 0,5% superior ou inferior ao percentual real. Isso significa que se o seu A1C é 6, pode indicar um intervalo de 5,5 a 6,5.

Algumas pessoas podem ter um teste de glicose no sangue que indica diabetes, mas sua A1C é normal, ou vice-versa. Antes de confirmar o diagnóstico de diabetes, então o médico deve repetir o teste que foi anormal num dia diferente. Isto não é necessário na presença de sintomas de diabetes (por exemplo: aumento da sede, micção frequente e perda de peso) e um teste de glicose superior a 200.

Algumas pessoas podem ter resultados falsos se tiverem insuficiência renal , doença hepática ou anemia grave . A etnia também pode influenciar o teste. Pessoas de ascendência africana, mediterrânea ou do sudeste asiático podem ter um tipo menos comum de hemoglobina que pode interferir em alguns testes de A1C. A1C também pode ser afetado se a sobrevivência dos eritrócitos for diminuída.

Hemoglobina glicada alta riscos

Altos níveis de A1C são indicativos de diabetes descontrolada, o que tem sido associado a um aumento do risco dos seguintes riscos:

  • Doenças cardiovasculares , como acidente vascular cerebral e ataque cardíaco
  • Doença renal
  • Danos ao nervos
  • Lesão ocular que pode resultar em cegueira
  • Dormência, formigamento e falta de sensibilidade nos pés devido a danos nos nervos
  • Cicatrização mais lenta e infecção

Agora, se você está nos estágios iniciais do diabetes tipo 2, pequenas mudanças no estilo de vida podem fazer uma grande diferença e até mesmo reverter o diabetes em remissão. Perder alguns quilos ou iniciar um programa de controle do diabetes, certamente ajuda. Já o diabetes tipo 1 precisa do uso de insulina logo que diagnosticada.

Para aqueles que tiveram pré-diabetes ou diabetes por um longo período, resultados mais altos de A1C podem ser um sinal de que você precisa começar a medicação ou mudar o que já está tomando. O pré-diabetes pode evoluir para diabetes a uma taxa de 5 a 10 % ao ano. Você também pode precisar fazer outras mudanças no seu estilo de vida e monitorar mais de perto a glicose sanguínea diária. 

Conclusão:

O teste de A1C mede a quantidade de hemoglobina no sangue que tem glicose ligada a ela. O teste fornece uma média de suas leituras de açúcar no sangue nos últimos três meses.

É usado para monitorar os níveis de açúcar no sangue, bem como para diagnóstico e triagem de pré-diabetes e diabetes. Pessoas com diabetes devem fazer o teste de A1C pelo menos duas vezes por ano e mais freqüentemente em alguns casos.

Isenção de responsabilidade

Esse artigo é meramente informativo, dessa forma não deseja substituir a consulta médica. 

Fonte:

https://www.healthline.com/health/type-2-diabetes/ac1-test