Pular para o conteúdo
Início » O que é exame de hemoglobina glicada?

O que é exame de hemoglobina glicada?

Teste de Hemoglobina Glicada A1c

O teste A1C, também conhecido como HbA1C ou hemoglobina A1C ou hemoglobina glicada ou teste de hemoglobina glicosilada , é um exame de sangue usado para diagnosticar e monitorar o diabetes.

Ele mostra seus níveis médios de glicose no sangue nos últimos dois a três meses. Este é um teste mais amplo do que o teste de glicose em casa , que mede a glicose no sangue a qualquer momento.

Tempo estimado de leitura: 10 minutos

O que é hemoglobina glicada?

A hemoglobina A, uma proteína encontrada dentro dos glóbulos vermelhos. Ela transporta oxigênio por todo o corpo. Quando há glicose na corrente sanguínea, ela pode aderir (glicar) à hemoglobina A. Quanto mais glicose houver no sangue, mais ela faz isso, criando uma porcentagem maior de proteínas da hemoglobina glicada.

Uma vez que a glicose adere a uma proteína da hemoglobina, ela normalmente permanece lá durante a vida útil da proteína da hemoglobina A (até 120 dias). Isso significa que, a qualquer momento, a glicose ligada à proteína hemoglobina A reflete o nível de glicose no sangue nos últimos dois a três meses. [ 1 ]

O teste de A1C mede quanta glicose está realmente presa à hemoglobina A, ou mais especificamente, qual porcentagem de proteínas da hemoglobina são glicadas. A hemoglobina com glicose ligada a ela é chamada A1C. Assim, ter 7% de A1C significa que 7% de suas proteínas de hemoglobina são glicadas.

Dependendo do motivo pelo qual seu médico está solicitando o teste, a amostra de sangue pode ser obtida a partir de uma coleta de sangue regular ou picando o dedo com uma lanceta.

LEIA TAMBÉM:

Quem deve fazer o exame de hemoglobina glicada?

Pessoas com risco de diabetes tipo 2

Se você estiver acima do peso ou obeso e tiver um ou mais outros fatores de risco para desenvolver diabetes tipo 2 , então seu médico provavelmente solicitará um exame de A1C (ou outro teste de diabetes) como parte de seu exame médico anual.

Tais fatores de risco incluem:

  • Pai ou irmão com diabetes
  • Ser fisicamente inativo
  • Pressão alta
  • Triglicerídeos altos
  • Colesterol HDL baixo
  • Uma história de doença cardiovascular
  • Etnia de alto risco (nativo americano, afro-americano, latino, asiático-americano, ilhéu do Pacífico)
  • Ter doenças que causam resistência à insulina, incluindo acantose nigricans , obesidade grave ou síndrome dos ovários policísticos (SOP)

Além disso, o hba1c deve ser realizada em que:

  • Teve diabetes gestacional (deve testar a cada três anos)
  • Tem pré-diabetes (deve testar todos os anos)
  • São HIV-positivos

A maioria das pessoas que adquirem diabetes tipo 2 tem pré- diabetes primeiro. O que significa que a glicose está mais alta que o normal, mas não tão alta para ser diagnosticado com diabetes. O teste A1C pode ajudar a monitorar os riscos.

A American Diabetes Association (ADA) recomenda que os adultos façam o exame de hemoglobina glicada aos 35 anos. Independentemente de terem ou não fatores de risco de diabetes. Se os resultados do seu teste forem normais, você deve repetir o teste pelo menos a cada três anos.

Grávidas

Se você foi diagnosticada com diabetes gestacional (diabetes durante a gravidez) que curou após o nascimento do bebê, você deve fazer exames de sangue para saber se você pode ter diabetes tipo 2 ou pré-diabetes a cada um ou três anos. [ 3 ]

O teste A1C também pode ser usado para descobrir se você tem alto risco para diabetes pré-existente, mas não diagnosticada. Mas apenas no primeiro trimestre da gravidez. Durante o segundo e terceiro trimestres, o diabetes precisa ser diagnosticado com o exame de desafio à glicose (também conhecido como teste oral de tolerância à glicose).[ 1 ]

Diagnóstico de diabetes

Se você tiver sintomas de diabetes como por exemplo: necessidade de urinar com mais frequência, sede excessiva e beber mais água do que o normal, aumento do apetite, fadiga, cortes ou hematomas que não se cicatrizam e/ou visão embaçada, então seu médico pode solicitar um teste de A1C para verificar se você tem diabetes. [ 4 ] Outros sintomas de diabetes tipo 2 podem ser: perda de peso ou dor, formigamento ou dormência nas mãos ou nos pés.

Seu médico também pode solicitar um teste aleatório de glicose plasmática ao mesmo tempo se você tiver esses sintomas. Este teste mede o nível de glicose quando o sangue é coletado.

Se os sintomas surgirem repentinamente e seu médico suspeitar de diabetes tipo 1 de início agudo , você pode fazer um teste de glicose no sangue no plasma em vez do A1C para ter o diagnóstico. [ 2 ] No entanto, alguns médicos também podem fazer um teste de A1C para ver há quanto tempo a glicose está alta.

Controle do Diabetes

Se você foi diagnosticado com diabetes tipo 1 ou tipo 2, você deve fazer periodicamente o exame de hemoglobina glicada ou outros testes para saber se sua diabetes está controlada e como seu tratamento está funcionando.

A frequência com que você faz o teste depende do tipo de diabetes que você tem, do grau de controle e do que seu médico recomenda. Mas provavelmente será pelo menos duas vezes por ano. [ 5 ]

Hemoglobina glicada valores de referência

Dependendo se o seu teste foi feito no consultório do seu médico ou no laboratório, o resultado fica pronto no mesmo dia, em alguns dias ou até após uma semana.

Para Diagnóstico de Diabetes

Os valores de referência dos resultados de A1C são:

hemoglobina glicada valores tabela
hemoglobina glicada valores tabela

Sem diabetes: abaixo de 5,7%
Pré-diabetes: 5,7% a 6,4%
Diabetes: 6,5% ou mais

Para o controle do diabetes

Os especialistas discordam um pouco sobre qual deve ser os valores de referência da hemoglobina glicada para diabéticos.

A ADA recomenda inferior a 7% sem hipoglicemia significativa (baixa de glicose no sangue) , [ 5 ] enquanto a Associação Americana de Endocrinologistas Clínicos (AACE) recomenda a cerca de 6,5% ou menos.[ 7 ]

A ADA recomenda os seguintes valores de referência para 2022: [ 5 ]

A maioria dos adultos não grávidas sem hipoglicemia significativa<7%
Adultos nos quais a glicose pode ser controlada com segurança sem hipoglicemia significativa ou outros efeitos adversos do tratamento (com base no julgamento do médico e na preferência do paciente)A meta pode ser inferior a <7%
Adultos com expectativa de vida limitada ou quando os danos do tratamento superam os benefícios<8%

Embora úteis, esses valores de referência são gerais. Tanto a ADA quanto a AACE enfatizam que os valores de A1C devem ser individualizadas com base em fatores como:

  • Idade
  • Outras doenças
  • Quanto tempo você teve diabetes
  • Se você cumpre seu plano de tratamento
  • Seu risco de desenvolver complicações do diabetes

Por exemplo, se você tiver uma expectativa de vida reduzida; você tem diabetes há muito tempo e dificuldade em atingir valores de A1C mais baixos; você tem hipoglicemia grave; ou você tem complicações avançadas de diabetes, como doença renal crônica, problemas nos nervos ou doença cardiovascular, então os valores de A1C podem ser superiores a 7%. Mas normalmente não mais que 8%.

No entanto, para a maioria das pessoas, os valores de A1C mais baixo é ideal, desde que não tenham crises frequentes de glicose baixa. Certamente você diminui o risco de ter complicações do diabetes se manter sua A1C abaixo de 7%. [ 5 ]

Resultados distorcidos

A maioria das pessoas tem um tipo de hemoglobina: hemoglobina A.

No entanto, algumas pessoas de origem africana, mediterrânea, sul ou centro-americana, caribenha ou do sudeste asiático, ou pessoas que têm familiares com anemia falciforme ou traço falciforme, têm hemoglobina A e o que é chamado de variante de hemoglobina – um tipo diferente de hemoglobina.[ 8 ]

Ter uma variante de hemoglobina pode afetar o teste de A1C, fazendo com que a glicose pareça mais alta ou mais baixa do que realmente é.

Às vezes, essa variante de hemoglobina se torna óbvia quando seu teste de glicose ou seus testes de de glicose em casa não correspondem aos seus resultados de A1C. Quando seu resultado de A1C é extremamente alto ou se um teste de A1C recente é muito diferente do anterior.

Se o seu médico suspeitar que você tem uma variante de hemoglobina com base em seus resultados de A1C, então ele provavelmente solicitará um exame de sangue para confirmação. Mas se isso for preocupante para você, solicite este teste.

Conclusão:

O exame de hemoglobina glicada é um teste feito em laboratório e pode ser solicitado por seu médico. Pode ser feito não só para o diagnóstico mas também para o controle do diabetes.

Agora, se você foi diagnosticado com diabetes, não se preocupe. Pois atualmente há tratamentos modernos e medicamentos para o controle do diabetes. Além disso, pequenas mudanças na sua vida, como a prática de atividades físicas e dieta, podem reverter o diabetes.

Fontes:

  1. National Institute of Diabetes and Digestive and Kidney Diseases. The A1C test & diabetes.
  2. American Diabetes Association Professional Practice Committee. 2. Classification and diagnosis of diabetes: Standards of medical care in diabetes—2022Diabetes Care. 2022;45(Supplement_1):S17-S38. doi:10.2337/dc22-S002
  3. American Diabetes Association Professional Practice Committee. 15. Management of diabetes in pregnancy: Standards of medical care in diabetes—2022Diabetes Care. 2022;45(Supplement_1):S232-S243. doi:10.2337/dc22-S015
  4. American Diabetes Association. Diabetes symptoms.
  5. American Diabetes Association Professional Practice Committee. 6. Glycemic targets: Standards of medical care in diabetes—2022Diabetes Care. 2022;45(Supplement_1):S83-S96. doi:10.2337/dc22-S006
  6. Radin MS. Pitfalls in hemoglobin A1C measurement: When results may be misleadingJ Gen Intern Med. 2014;29(2):388-394. doi:10.1007/s11606-013-2595-x
  7. Garber AJ, Abrahamson MJ, Barzilay JI, et al. Consensus statement by the American Association of Clinical Endocrinologists and American College of Endocrinology on the comprehensive type 2 diabetes management algorithm—2018 executive summaryEndocr Pract. 2018;24(1):91-120. doi:10.4158/CS-2017-0153
  8. National Institute of Diabetes and Digestive and Kidney Diseases. The A1C test and race/ethnicity.
  9. American Diabetes Association. Diagnosis.
  10. American Diabetes Association Professional Practice Committee. 5. Facilitating behavior change and well-being to improve health outcomes: Standards of medical care in diabetes—2022Diabetes Care. 2022;45(Supplement_1):S60-S82. doi:10.2337/dc22-S005
%d blogueiros gostam disto: