...
Pular para o conteúdo
Início » Melão de São Caetano para Diabetes Funciona?

Melão de São Caetano para Diabetes Funciona?

melão de são caetano para diabetes

O melão amargo, também conhecido como melão de São Caetano, uma fruta única, usada como alimento mas também como remédio.

Além de ser um alimento, o melão amargo também é usado há muito tempo como remédio natural para uma série de doenças, como por exemplo o diabetes tipo 2 .

A fruta contém pelo menos três substâncias ativas com propriedades antidiabéticas. Charanti, confirmado por estudos que reduz a glicose no sangue , vicina e um composto semelhante à insulina conhecido como polipeptídeo-p.

Tempo estimado de leitura: 4 minutos

Essas substâncias funcionam individualmente ou em conjunto para baixar a glicose. Além disso o melão de São Caetano contém uma lectina que reduz as concentrações de glicose no sangue, agindo nos tecidos periféricos e reduzindo o apetite, semelhante aos efeitos da insulina no cérebro . A lectina é o composto que tem efeito hipoglicêmico, ou seja, que baixa a glicose.

O que dizem os estudos sobre o melão de São Caetano no tratamento do diabetes

Em janeiro de 2011, um estudo publicado no Journal of Ethnopharmacology , mostrou que uma dose diária de 2.000 mg de melão de São Caetano baixou significativamente os níveis de glicose no de pacientes diabéticos tipo 2, embora o efeito hipoglicêmico seja menor do que uma dose de 1.000 mg/dia de metformina.

Outros estudos mais antigos também mostraram relação entre o consumo de melão amargo com melhor controle glicêmico. Enquanto um relatório publicado na edição de março de 2008 da revista Chemistry and Biology descobriu que o melão de São Caetano aumentou a absorção de glicose pela célula bem como melhorou a tolerância à glicose.

No entanto, uma pesquisa publicada no Journal of Clinical Epidemiology em 2007 não conseguiu mostrar nenhum benefício do uso do melão de São Caetano no tratamento do diabetes tipo 2. Enquanto outro estudo publicado dois anos depois no British Journal of Nutrition afirmou que mais estudos são necessários para confirmar se realmente a fruta é eficaz no tratamento do diabetes. 

Novos estudos

No entanto, novas revisões de estudos publicado em 2015, concluiu que o melão contém compostos que podem ajudar a controlar a glicemia, mas também baixar os níveis de lipídios no sangue (gorduras).

Em 2018,pesquisadores descobriram que os compostos do melão de São Caetano pode realmente baixar a glicose no sangue. Ratos alimentados com folhas de melão amargo, tiveram mudanças nos receptores que podem baixar a glicose. A folha do melão de São Caetano compunha 5 a 20% da alimentação dos ratos.

Efeitos colaterais do melão de São Caetano no tratamento do diabetes

Riscos e complicações potenciais

Use melão amargo com cautela em sua dieta. O melão de São Caetano pode causar efeitos colaterais e interferir com alguns medicamentos pra diabetes.

Alguns dos riscos e complicações do uso de melão amargo incluem:

  • Diarréia , vômitos e outros problemas intestinais
  • Sangramento vaginal, contrações e aborto
  • Hipoglicemia se tomado com insulina
  • Danos no fígado
  • Favismo (que pode causar anemia) em pessoas com deficiência de G6PD
  • Interação com medicamentos
  • Problemas para controlar a glicose em pessoas que fizeram alguma cirurgia recente

Como tomar melão de São Caetano para Diabetes

A fruta pode ser consumida pura ou como suco ou chá. Além disso o extrato e pó de melão amargo podem ser comprados online ou nas lojas de alimentos naturais.

A dosagem diária de melão de São Caetano para o tratamento do diabetes é de 50 a 100 mililitros de suco ou 5 gramas de pó, tomadas três vezes por dia, mas lembramos que são necessárias mais pesquisas para confirmar essa dosagem.

Conclusão:

O melão de São Caetano ou melão amargo é uma fruta com sabor único, pode ser encontrado em várias partes do Brasil. Segundo pesquisas a fruta pode ajudar no tratamento do diabetes, entretanto mais pesquisas são necessárias para confirmar tal efeito.

LEIA TAMBÉM:

%d blogueiros gostam disto: