...

Invokana (Canagliflozina) Remédio para Diabetes Reduz a Insuficiência Renal

Invokana (Canagliflozina) Remédio para Diabetes Reduz a Insuficiência Renal

Invokana (Canagliflozina) um remédio para Diabetes, reduz a doença renal, mas pode custar R$ 200,00 por mês

Um novo estudo testou a droga canagliflozina, que é vendida com nome comercial de Invokana. Isso para saber se ela poderia reduzir o risco de doença renal quando então usada junto com tratamentos padrão para diabetes.

Um remédio comum para diabetes usado para ajudar a controlar o diabetes, agora reduz o risco de insuficiência renal. Isso de acordo com esse novo estudo.

O diabetes é uma das principais causas de insuficiência renal. 1 em 4 adultos diabéticos tem alguma forma de doença renal.

Médicos especialistas em diabetes, prescrevem esta e outras medicações que visam combater as complicações do diabetes. Mas advertem que altos custos podem limitar o acesso a esses medicamentos.

Invokana (Canagliflozina) reduz risco de doença renal

Invokana (Canagliflozina) reduz risco de doença renal
Invokana (Canagliflozina) reduz risco de doença renal

O estudo incluiu 4.401 pessoas, com pelo menos 30 anos de idade, com diabetes tipo 2 e doença renal crônica. Pesquisadores designaram aleatoriamente pessoas para tomar Invokana (Canagliflozina) ou um placebo inativo.

As pessoas foram tratadas em média por dois anos e meio. O estudo foi interrompido precocemente , pois os resultados mostraram que a droga estava realmente ajudando.

Em comparação com as pessoas que tomavam placebo, as que tomaram Invokana (Canagliflozina) apresentavam um risco 34 % menor de doença renal em fase terminal. Além disso, do agravamento da função renal ou morte devido a problemas renais.

A doença renal terminal ou sinais de insuficiência renal, necessitam de diálise ou transplante.

Diabéticos que tomaram o medicamento também tiveram um menor risco de morte cardiovascular, ataque cardíaco, acidente vascular cerebral e hospitalização por insuficiência cardíaca. Isso em comparação com o grupo que tomou o placebo.

Invokana (Canagliflozina) efeitos colaterais

Um estudo anterior sobre a canagliflozina encontrou um aumento do risco de amputação das pernas, pés nas pessoas que tomam o medicamento.

O novo estudo descobriu que este risco – juntamente com a chance de fraturas ósseas – foi semelhante para os grupos que usaram o remédio e para o grupo do placebo.

No entanto, o risco de cetoacidose diabética foi maior em pessoas que tomam o medicamento em comparação com os que tomaram o placebo. Este problema com risco de morte ocorre em pessoas com diabetes, quando o corpo quebra a gordura muito rapidamente, fazendo com que o sangue se torne ácido.

O estudo não incluiu pessoas com doença renal muito avançada ou pessoas com doença renal devido a outras doenças diferentes da diabetes tipo 2. Mais pesquisas serão necessárias para determinar se a droga pode reduzir o risco de doença renal nesses grupos.

Os resultados foram publicados em 14 de abril 2019 no New England Journal of Medicine .

O estudo foi financiado pelo fabricante da droga, Janssen, uma divisão da Johnson & Johnson. Muitos dos autores ou trabalham ou são consultores da empresa.

Médicos otimistas com o uso de Invokana (Canagliflozina)

Junte-se a mais de 30 mil pessoas que reverteram o DIABETES - Clique Aqui
Junte-se a mais de 30 mil pessoas que reverteram o DIABETES – Clique Aqui

Nas últimas duas décadas, o tratamento do diabetes mudou além do controle dos níveis de glicose no sangue com injeções de insulina, dieta e exercícios.

“A prevenção ou o atraso na progressão das complicações e a preservação da qualidade de vida são objetivos do tratamento do diabetes”, disse a Dra. Lorena Wright , endocrinologista da UW Medicine em Seattle, que não esteve envolvida no estudo. “Isso requer o controle da glicemia, mas também a redução do risco renal e cardiovascular”.

Drogas como a canagliflozina fazem parte dessa nova abordagem ao tratamento. É um inibidor de SGLT2, que reduz a glicose no sangue, aumentando a quantidade de glicose que os rins se livram na urina.

Wright disse que este estudo confirma a crescente evidência de que os inibidores de SGLT2 têm efeitos protetores sobre os rins.

Outros médicos preferem outros medicamentos para tratar as complicações do diabetes.

“É de tremendo valor ter uma opção de medicamento que pode não apenas preservar, mas também melhorar a função renal”, disse a Dra. Minisha Sood , endocrinologista do Hospital Lenox Hill, em Nova York, que não esteve envolvida no novo estudo. .

Dr. Theodore Strange , diretor e sócio do Hospital da Universidade de Staten Island, em Staten Island, Nova York, destacou que a canagliflozina pode reduzir o número de diabéticos que necessitam de diálise.

No entanto, ele disse que o acompanhamento contínuo deste e de outros medicamentos semelhantes serão necessários. Isso para garantir que seus benefícios sejam sustentáveis.

“Eu sempre estou cauteloso e otimista com esses tipos de resultados”. Disse Strange, que não estava envolvido no estudo.

Invokana (Canagliflozina) preço

Invokana (Canagliflozina) preço
Invokana (Canagliflozina) preço

Wright disse que, infelizmente, o acesso a novos medicamentos para o tratamento do diabetes e de suas complicações é, em grande parte, restrito pelo alto custo.

O Invokana custa cerca de US $ 500 a US $ 600 por mês nos Estados Unidos. Ainda não há uma versão genérica mais barata disponível.

Custos diretos para pacientes do inovanka no Brasil variam. De acordo com a região,e se o paciente é cadastrado nos programas de desconto do fabricante.

Diabéticos já têm altas despesas médicas, gastando cerca de US $ 16.750 por ano em consultas e medicamentos. Isso de acordo com um estudo recente . Somente US $ 9.600 está diretamente relacionado ao diabetes.

Além disso, eles tem que lidar com o preço exorbitante da insulina. Fora outros medicamentos.

Pessoas sem cadastro são mais atingidas pelo custo dos medicamentos. Mas mesmo os pacientes cadastrados podem não ter recursos para a insulina e medicamentos para diabetes e suas complicações.

Como resultado, “os pacientes podem não tomar as medicações ou simplesmente não conseguir pagar por elas”, disse Wright.

A melhor forma para tratar o diabetes e evitar as suas complicações, é sem dúvida o controle da alimentação. O programa diabetes controlada, do médico brasileiro Dr. Patrick Rocha, reduz em até 83% o uso de medicamentos no caso de diabetes tipo 2. Da mesma forma, reduz o uso de insulina nos casos de diabetes tipo 1.

Mais de 30 mil pacientes diabéticos do programa diabetes controlada, relataram sucesso na redução de medicamentos e insulina, bem como nas complicações que o diabetes causa. Como por exemplo: retinopatia, nefropatia e amputação de membros.

Isenção de responsabilidade

Esse artigo é meramente informativo, assim, não deseja substituir a consulta médica.

Alimentos para diabéticos PDF – E-book Grátis

Sua assinatura não pôde ser validada.
Você fez sua assinatura com sucesso.

BAIXE GRÁTIS

Preencha o Formulário Abaixo para Receber seu e-book

O campo SMS deve conter entre 6 e 19 dígitos e incluir o código do país sem usar +/0 (por exemplo: 1xxxxxxxxxx para os Estados Unidos)
?

Clique no botão abaixo para receber seu e-book. Um e-mail de confirmação será enviado para você. Verifique sua caixa de entrada, caso não receba, veja sua caixa de SPAM e marque nosso contato como seguro.

Rolar para o topo
%d blogueiros gostam disto: