Entenda qual a relação entre diabetes e saúde bucal

Entenda qual a relação entre diabetes e saúde bucal

De acordo com o Ministério da Saúde, mais de 8% dos brasileiros sofrem com diabetes. Esse dado é alarmante para o funcionamento do corpo como um todo, inclusive para a saúde bucal.

Isso mesmo, existe uma forte relação entre diabetes e a nossa boca.

Por isso, é extremamente importante estar alerta e criar uma rotina de cuidados e prevenções. Uma vez que pessoas diabéticas possuem uma maior tendência ao desenvolvimento de doenças bucais como a gengivite.

Neste artigo, você conseguirá entender qual a relação destes dois tópicos e, assim, tomar os devidos cuidados e ter uma boa qualidade de vida.

Afinal, qual a relação entre a saúde bucal e diabetes?

Sabemos que todas as pessoas precisam priorizar a saúde bucal. Entretanto, aquelas que têm diabetes precisam ter um cuidado ainda maior.

Isso porque a falta de insulina no corpo pode fazer com que doenças que se propagam por meio da quantidade elevada de açúcar no sangue se desenvolvam mais rápido.

Entre as doenças mais comuns estão as infecções gengivais e a cicatrização tardia.

Além disso, é importante destacar que antes de realizar qualquer procedimento como um tratamento de canal, é preciso avisar ao dentista para que ele saiba como proceder em qualquer complicação.
Continue lendo e descubra mais a fundo quais são os principais problemas bucais que pessoas com diabetes podem vir a enfrentar.

Gengivite

A gengivite é uma das possíveis doenças que podem vir a surgir devido às bactérias que se instalam e se propagam com maior facilidade em pessoas que possuem taxas elevadas de glicose no sangue.

O seu surgimento pode acontecer devido a má higienização e há casos que traços genéticos também auxiliam.

A fim de ajudar a controlar o problema, profissionais da odontologia recomendam a escovação depois de todas as refeições e utilizar o fio dental diariamente.

Dessa forma, é possível ter um resultado mais efetivo e ter certeza de que não há nenhum resquício de alimento.

No caso de pacientes que utilizam aparelho transparente, ou qualquer outro tipo de aparelho ortodôntico, o cuidado deve ser redobrado.

Existem escovas específicas para aparelhos e, certamente, que facilitam a escovação e ajudam a chegar em locais que as escovas comuns não alcançam.

Portanto, caso você tenha algum sintoma como:

  • Inchaço na gengiva;
  • Sangramento ao escovar os dentes;
  • Mau hálito;
  • Feridas e abcessos;
  • Retração gengival

Procure um consultório odontológico o mais rápido possível e comece agora mesmo a realizar um tratamento a fim de prevenir outras complicações.

Advertisement

Doença periodontal

A periodontite é uma infecção que afeta diretamente a gengiva e os ossos maxilares. Esta doença nada mais é do que a evolução de uma gengivite.

Na ausência dos devidos cuidados, a inflamação pode se agravar ainda mais e a raiz dos dentes são prejudicadas.

Por isso, caso você esteja nesta situação, é essencial fazer uma avaliação para saber quais são os próximos passos. Caso você prefira, pode pesquisar por “restauracao de dente quanto custa” e encontrar a clínica que mais te agradar.

O tratamento varia para cada pessoa, porém, o principal a ser feito é uma raspagem supragengival capaz de remover a placa bacteriana que é formada devido ao acúmulo de resíduos.

Recuperação tardia

É fundamental que antes de realizar qualquer procedimento cirúrgico o dentista esteja ciente de que o paciente tem diabetes e precisa de um cuidado maior.

Isso porque é possível que seja necessário usar algum remédio específico e, até mesmo, uma estimativa de cicatrização um pouco maior do que as demais.

Um processo de cicatrização de um implante dentário, por exemplo, pode vir a demorar mais do que o tempo comum devido ao diabetes.

O ideal é que antes de qualquer procedimento, seja medido o nível de glicemia para saber se está tudo equilibrado e se é um bom momento ou não de realizar incisões.

Além disso, é fundamental unir o tratamento com outras especialidades médicas, como o endocrinologista.

Dessa forma, será possível ter até mesmo uma reposição hormonal, auxiliando ainda mais na eficiência de um procedimento.

Considerações finais

Agora que você já descobriu qual a relação do diabetes com a sua saúde bucal, é possível ter um cuidado maior com ambos.

A higienização bucal tem um papel importante para que casos como a periodontite não se estendam e acabem se tornando um caso de extração de emergência – podendo haver complicações como a falta de cicatrização.

Invista em uma boa rotina de cuidados bucais e acompanhe sempre o seu médico para descobrir como está o nível de insulina em seu sangue.

Desse modo, você estará garantindo um bom funcionamento do seu corpo!

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Clínica Ideal, plataforma especializada em marketing e gestão para consultórios e clínicas odontológicas.

Gostou desse artigo? Deixe um comentário