Disidrose Tratamento, Remédio e Causas

disidrose tratamento

Desidrose ou Disidrose

A disidrose, ou desidrose é um tipo de eczema que pode causar muito incomodo em uma pessoa. A disidrose pode ocorrer nos pés e nas mãos, princialmente na ponta dos dedos.

O que é a disidrose?

O que é a disidrose?
O que é a disidrose?

Disidrose é uma forma de eczema que afeta as mãos e os pés.

Esta forma de dermatite é caracterizada pelo desenvolvimento de pequenas bolhas de água na pele.

Enquanto as opções de medicação e outros tratamentos podem ajudar a aliviar os sintomas, da mesma forma, seguir determinadas medidas de prevenção podem evitar a recorrência da disidrose no futuro.

Disidrose causas

Disidrose causas
Disidrose causas

Enquanto se acreditava que a hiperidrose ou transpiração excessiva seria a causa da disidrose, atualmente, estudos descartaram essas possibilidades. No entanto, a sudorese profusa pode ser um fator agravante da disidrose.

O que provoca disidrose

Embora a causa exata não seja conhecida, acredita-se que, não apenas hiperidrose (transpiração excessiva), seja a causa, mas também: Eczema atópico, dermatite de contato alérgica, dermatite de contato irritante, sensibilidade a metais, infecções fúngicas e stress podem ser causadores.

O eczema Disidrótico, assim também conhecido como ponfólix ou eczema vesicular das mãos e / ou dos pés. É então,  um tipo de doença de pele caracterizada pelo desenvolvimento de bolhas minúsculas que provocam comichão.

Disidrose nas mãos

Quando as bolhas aparecem nas palmas das mãos ou dedos, o indivíduo afetado é diagnosticado com hiperqueratósis.

Disidrose nos pés

Quando as bolhas aparecem no pé, o indivíduo afetado é dito que sofre de disidrose plantar.

Porque é uma espécie de dermatite cronica recorrente na natureza. Se não tratada, as erupções vesiculares também pode ser infectadas.

Porque acontece a disidrose

A causa exata desta doença da pele é ainda desconhecida.

Disidrose sintomas

  • Desenvolvimento de pequenas bolhas cheias de líquido
  • Coceira
  • Inflamação, vermelhidão e sensação de ardor
  • Secura grave
  • Descamação e rachaduras da pele após as bolhas estourarem
  • Infecção nas unhas
  • Espessamento da pele e outras alterações da pele que poderia ser desencadeada pela coceira

Disidrose diagnóstico

Disidrose diagnóstico
Disidrose diagnóstico

Esta forma de dermatite pode ser agravada devido a uma mudança no tempo.

Assim sendo, o inverno pode ser um pouco mais problemático para as pessoas que sofrem de desidrose.

O aparecimento da desidrose na pele é súbita e assim, pode ocorrer em pessoas de todas as idades.

Um exame de raspagem da pele bem como, uma biópsia da pele pode ajudar no diagnóstico desta forma crônica da dermatite.

Igualmente, o teste de sensibilidade pode ser recomendado, se acaso uma reação alérgica, acredita-se, ser o fator desencadeante.

Disidrose tratamento

Disidrose tratamento
Disidrose tratamento

Muitas opções de tratamento estão disponíveis, algumas pessoas podem achar que os métodos utilizados inicialmente, não estão fazendo efeito.

Assim, é melhor evitar as causas e seguir as medidas de precaução para evitar a recorrência desse modo, evitar situações como esta.

Disidrose tratamento medicamentoso

A terapia medicamentosa envolve principalmente o uso de cremes anti coceira e anti-histamínicos para reduzir não só a coceira, bem como a inflamação.

tratamento tópico

Da mesma forma, a aplicação de cremes esteroides tópicos e pomadas que contêm óxido de cortisona ou zinco também provaram ser benéficos.

remédio para tomar

Os anti-histamínicos como a difenidramina e loratiadine podem ajudar a aliviar a coceira.

No caso de uma infecção bacteriana secundária, os antibióticos devem ser tomados sob a supervisão de um dermatologista.

Quando outras opções de tratamento não funcionam, então, o uso de drogas imunossupressoras, bem como, pimecrolimus e tacrolimus pode ser recomendada.

PUVA Terapia

O PUVA (psoraleno combinado com ultravioleta A)

A terapia é um tipo especial de tratamento UV, que envolve a imersão as áreas afetadas em psoraleno solução e, em seguida, expô-lo a longa onda radiação ultravioleta A.

Uso a longo prazo desta terapia pode aumentar o risco de câncer de pele.

Aqueles que estão passando por esta terapia devem estar de acordo com as medidas de precaução , bem como, das instruções dadas pelo dermatologista.

Da mesma forma, é importante informar o médico sobre quaisquer alterações na pele ou reações adversas.

Disidrose tratamentos naturais que curam

Disidrose tratamentos naturais que curam
Disidrose tratamentos naturais que curam

Aqui estão alguns remédios naturais para aliviar os sintomas do eczema disidrótico.

✓ A imersão da parte afetada da pele em sal do mar, vinagre de maçã ou solução de permanganato de potássio diluído. Certamente pode ajudar a aliviar a coceira, descamação  bem como a secura associada a este tipo de eczema. Assim sendo, mergulhe as palmas das mãos, dedos ou pés por cerca de 40 minutos, duas vezes por dia.

✓ Use um hidratantes leves para igualmente, hidratar as mãos e os pés regularmente.

✓ Banhos de aveia regulares também pode ser benéficos.

✓ De modo a suavizar e amaciar a pele, aplique óleo de linhaça ou óleo de coco na área afetada.

✓ Banho de sol por um curto período de tempo , da mesma forma, pode ajudar a curar a disidrose.

✓ Aplicação de uma compressa fria ou gel de aloe vera na pele afetada, como resultado, alivia os sintomas.

Dieta de 21 Dias
Responda esse quiz de apenas 30 segundos para descobrir qual o seu nível de inflamação celular e por que tratar essa inflamação pode turbinar o seu metabolismo e lhe ajudar a eliminar de 5 à 10kg em Tempo Recorde.

Disidrose o que fazer

✓ Mantenha sempre a palma da mão e os pés limpos e secos.
✓ Use água fria ou morna para banhar-se.
✓ Usar luvas nas mãos durante a realização de atividades domésticas que envolvem a exposição à água, bem como, detergentes, sabão e outros agentes de limpeza.
✓ Limpe as jóias que você usa em seus dedos regularmente.
✓ Seguir uma dieta saudável e evitar o consumo excessivo de alimentos processados.

O que não fazer

✘ Não tomar banho em água quente.
✘ Não risque ou estoure as bolhas.
✘ Não exponha a área afetada a produtos químicos, sabonetes e tecidos que podem, assim, desencadear a doença.
✘ Evite o consumo de cafeína e siga uma dieta livre de níquel.
✘ Não esfregue a pele após o banho. Sempre seque com um pano macio ou toalha.

Conclusão

Enquanto o tratamento medicamentoso e terapia PUVA pode ajudar a aliviar os sintomas, sobretudo , é extremamente essencial procurar assistência médica.

Dessa forma, avaliar as condições pré existentes que podem desenvolver esta forma de dermatite.

Principalmente, tente evitar as causas, de modo a evitar novos surtos.

Não só controle o estresse, mas também evitar a exposição a determinadas substâncias irritantes e alérgenos pode, certamente, evitar recorrências ou reincidências futuras.

Atenção: As informações fornecidas neste artigo são apenas para educar o leitor. Consulte sempre um médico.

Deixe uma resposta