Diabético Pode Comer Tapioca?

Diabético pode comer tapioca

Diabético pode comer tapioca?

Atualmente a tapioca ficou muito popular como uma alternativa sem glúten ao trigo e outros grãos, mas será que o diabético pode comer tapioca?

A tapioca é um amido extraído da raiz de mandioca. Consiste em carboidratos quase puros e contém muito pouca proteína, fibra ou nutrientes. No entanto, há muita controvérsia sobre isso.

Alguns afirmam que tem inúmeros benefícios para a saúde, enquanto outros dizem que é prejudicial.

Este artigo é uma revisão detalhada da tapioca bem como analisa se o diabético pode comer tapioca.

O que é tapioca?

Diabético pode comer tapioca?
Diabético pode comer tapioca?

A tapioca é um amido extraído da raiz de mandioca, um tubérculo nativo da América do Sul.

A raiz de mandioca é relativamente fácil de cultivar e um alimento básico em vários países da África, Ásia e América do Sul.

A tapioca pura tem valor nutricional muito limitado.

No entanto, é naturalmente sem glúten, por isso pode servir como um substituto do trigo , especialmente para pessoas alérgicas ao glúten .

Tapioca é carboidrato?

A tapioca é quase amido puro, por isso é quase inteiramente de carboidratos. Ele contém apenas pequenas quantidades de proteína , gordura e fibra .

Além disso, contém apenas pequenas quantidades de nutrientes. A maioria deles é inferior a 0,1% da quantidade diária recomendada em uma porção.

28 gramas de tapioca seca contém 100 calorias .

Devido à falta de proteínas e nutrientes, a tapioca é nutricionalmente inferior à maioria dos grãos e farinhas.

De fato, a tapioca pode ser considerada como calorias “vazias”. Fornece energia quase sem nutrientes essenciais.

Leia também: Nefropatia diabética, causas sintomas e tratamentos

Paciente diabético pode comer tapioca?

A tapioca não tem muitos benefícios para a saúde, mas é livre de grãos e sem glúten.

Como a tapioca é naturalmente isenta de grãos e glúten, pode ser um substituto adequado para o pão de trigo ou milho.

Advertisement

Em comparação com o pão, a tapioca é um alimento com um baixo índice glicêmico, sendo uma opção mais saudável. Ainda assim, é preciso ter cuidado e comer moderadamente, já que a tapioca tem carboidratos simples.

Uma dica para que o diabético possa comer a tapioca é acrescentar grãos na massa, como por exemplo sementes de chia ou linhaça. Além disso, rechear com alimentos de baixo índice glicêmico,  como por exemplo, pasta de amendoim, ovos ou bacon.

A tapioca é quase inteiramente carboidratos ricos em amido (carboidratos). Então, para os diabéticos, que precisam limitar o consumo de carboidratos e como os amidos afetam os níveis de açúcar no sangue, a tapioca não é muito saudável.

A tapioca é alta na escala do índice glicêmico. O índice glicêmico mede a rapidez com que os níveis de açúcar no sangue aumentam após a ingestão.

Mas, pode também diminuir os níveis de açúcar no sangue após as refeições, melhorar o metabolismo da glicose e da insulina e aumentar a saciedade.

Apesar disso, a tapioca pode ser inadequada para os diabéticos, já que são carboidratos quase puros.

A tapioca é uma fonte natural de amido resistente . Como o nome indica, este amido é resistente à digestão e funciona como fibra no sistema digestivo. Ou seja, sua digestão é mais lenta.

Esse amido, alimenta as bactérias ​no intestino, reduzindo assim a inflamação e o número de bactérias nocivas.

Leia também: Sintomas de hipoglicemia

Conclusão:

Tapioca pode substituir o pão de trigo ou milho. Ela também contém amido resistente, que está ligado a vários benefícios para a saúde.

Por fim o diabético pode comer tapioca, mas dentro da dieta para diabéticos e com moderação.

Fontes:

https://www.healthline.com

https://www.livestrong.com/article/314844-cassava-as-diet-alternative-for-diabetics/