Dehidroepiandrosterona Benefícios do hormônio da felicidade

Dehidroepiandrosterona Benefícios do hormônio da felicidade

Dehidroepiandrosterona

Quando falamos de dehidroepiandrosterona (DHEA) , você pode pensar que é um hormônio esteroide anabolizante para atletas.

Já que o DHEA (tecnicamente, a dehidroepiandrosterona) é considerado um “pró-hormonal” ligado à longevidade, ganho de massa muscular magra e músculos.

O que é DHEA?

A verdade é que, todos nós, (homens e mulheres), produzimos naturalmente a dehidroepiandrosterona .

Então, o hormônio desempenha mais de 150 funções metabólicas diferentes.

Na verdade, é um dos hormônios mais abundantes no corpo humano!

Dehidroepiandrosterona produção natural

As glândulas adrenais são os principais produtores naturais de DHEA. Mas, os homens também secretam dos testículos.

Uma vez que produzido, seu corpo converte ele em vários outros hormônios, incluindo androstenediona e vários hormônios sexuais.

Dehidroepiandrosterona é um esteroide anabolizante natural

De certa forma, o DHEA funciona como um esteróide anabólico natural.
De certa forma, o DHEA funciona como um esteróide anabólico natural.

Uma vez que aumenta a produção dos hormônios de crescimento, (GH), que ajudam a construir massa muscular magra e reduzir a a gordura corporal.

É por isso que o suplemento de DHEA é muito usado por atletas e praticantes de musculação.

Dehidroepiandrosterona dopping

Embora. seja muito seguro, a National Colegiate Athletic Association (NCAA) proibiu seu uso, porque seus efeitos podem ser muito fortes.

Mas os usos e benefícios do DHEA vão muito além de melhorar a composição corporal .

Também ajuda a melhorar a densidade óssea,  a saúde do coração, controla os níveis de colesterol, combate a fadiga e melhora a produção de hormônios sexuais, como testosterona e estrogênio.

Os níveis de DHEA começam a diminuir naturalmente após os 30 anos, precisamente quando muitos adultos começam a ganhar peso, lentidão, diminuição da libido e outros sintomas causados pela inflamação celular.

Já que é considerado um hormônio de ação rápida no corpo humano, vale a pena manter o nível máximo de DHEA no corpo.

A cada 10 anos, e após os 30 anos de idade, a perda de DHEA  acelera. Como resultado, ao atingir a idade de  de 75 anos, apenas cerca de 10 a 20 % da produção original é mantida.

Dehidroepiandrosterona Benefícios

1. Diminui a inflamação celular

A inflamação é a raiz de muitas doenças.  Também está ligada a quase todos os problemas de saúde relacionados à idade.
A inflamação é a raiz de muitas doenças.  Também está ligada a quase todos os problemas de saúde relacionados à idade.

De Certo, restaurar a produção de DHEA, naturalmente, com mudanças no estilo de vida e também com suplementos, pode melhorar muitos problemas.

A capacidade da DHEA de diminuir a inflamação e o desequilíbrio hormonal, aumenta a energia e retarda o envelhecimento.

A suplementação com DHEA aumenta certos níveis hormonais (como testosterona e estrogênio). Dessa maneira previne reações auto-imunes e distúrbios do humor como a depressão. Além de melhorar a qualidade de vida geral.

dehidroepiandrosterona no tratamento da síndrome metabólica

A pesquisa mostra que as pessoas com síndrome metabólica  tem níveis baixos de DHEA. Essa síndrome é caracterizado pela combinação de alta inflamação celular, como: obesidade / excesso de peso, colesterol alto, pressão alta e diabetes.

Estudos também mostram que adultos obesos produzem menos e tem níveis baixos de DHEA, em comparação com os de peso normal.

Dehidroepiandrosterona no tratamento do lupus

Os cientistas também associam baixos níveis de  DHEA com distúrbios auto-imunes inflamatórios como lúpus e artrite.

Estudos envolvendo mulheres com transtornos auto-imunes como lúpus e tireoide, comprovam que baixos niveis de DHEA afetam os órgãos internos, a pele e o sistema imunológico.

A pesquisa também sugere que a suplementação de DHEA melhora: dores, fadiga contínua e reações cutâneas inflamatórias, de forma segura, sem efeitos colaterais.

2. Dehidroepiandrosterona aumenta a densidade óssea e a massa muscular.

Dehidroepiandrosterona aumenta a densidade óssea e a massa muscular.
Dehidroepiandrosterona aumenta a densidade óssea e a massa muscular.

A DHEA está associado ao antienvelhecimento. Assim, reduz a perda óssea, o risco de fraturas e doenças como osteoporose.

Além do envelhecimento, a perda óssea ocorre mais em pessoas com transtornos alimentares, distúrbios tireoidianos ou auto-imunes, dieta pobre, sedentários, e desequilíbrios hormonais.

Dehidroepiandrosterona para tratamento da osteoporose

Algumas evidências comprovam que, altos níveis de DHEA melhoram a produção de estrogênio. Dessa forma, resultando em maior densidade mineral óssea em mulheres na pós-menopausa.

Essas mulheres correm maior risco de distúrbios relacionados aos ossos.

Dehidroepiandrosterona não é anabolizante

Uma vez que as organizações esportivas, como a NCAA, adicionaram os suplementos de dehidroepiandrosterona à sua lista negra, houve muita controvérsia.

A dehidroepiandrosterona não é um esteróide sintético ou anabolizante para crescimento muscular. Na verdade, ele funciona mais como um reparador.

Assim ajuda na recuperação do pós treino intenso e da atividade física. Isso ajuda as células a absorver mais glicose e produzir mais energia. Por conseguinte aumenta o metabolismo e evita a acumulação de gordura, especialmente a gordura visceral.

3. Dehidroepiandrosterona Contra Depressão, Declínio Cognitivo e Mudanças de Humor

De acordo com alguns estudos, níveis altos de dehidroepiandrosterona diminui a depressão e melhora a estabilidade emocional.
De acordo com alguns estudos, níveis altos de dehidroepiandrosterona diminui a depressão e melhora a estabilidade emocional.

A pesquisa sugere que suplementar 25 a 200 miligramas de dehidroepiandrosterona (dependendo do caso individual) ajuda a diminuir a depressão. Bem como os sintomas relacionados ao humor, incluindo:

  • Perda de prazer (chamada anedonia),
  • Perda de energia,
  • Falta de motivação,
  • Tristeza,”entorpecimento emocional”
  • Irritabilidade,
  • Incapacidade de lidar com o estresse e
  • Preocupação excessiva.

A dehidroepiandrosterona ,equilibra a produção de outros hormônios necessários para manter uma perspectiva positiva, energia e motivação, como, testosterona e estrogênio.

Também reduz o risco de muitas doenças, que contribuem para a depressão.

Estes incluem, ganho de peso, disfunção sexual, infertilidade e insuficiência adrenal (disfunção em que as glândulas supra-renais não produzem hormônios suficientes).

Dehidroepiandrosterona para tratamento do Alzheimer

De acordo com o Instituto Nacional de Saúde, a dehidroepiandrosterona pode ser utilizada para retardar ou reverter o declínio cognitivo. Como resultado do envelhecimento, incluindo, melhora da memória em idosos e a progressão do Alzheimer .

No entanto, muitas vezes são necessárias altas doses para alcançar esses resultados, o que pode ser arriscado.

Estudos descobriram que tomar 50 miligramas de dehidroepiandrosterona diariamente durante quatro semanas, também melhora a perda de visão e de memória em adultos e idosos.

4. Dehidroepiandrosterona emagrece e queima gordura

A dehidroepiandrosterona é usada ​​para perda de peso ganho de massa muscular magra.
A dehidroepiandrosterona é usada ​​para perda de peso ganho de massa muscular magra.

Também, ajuda no aumento do metabolismo e prevenção do ganho de gordura, associado à idade e perda muscular.

Com toda a certeza, não é um remédio milagroso para emagrecer, mas pode ser útil para algumas pessoas.

Enquanto a ingestão de calorias e o gasto energético são fatores importantes na administração do peso, os hormônios também desempenham um papel crucial.

A dehidroepiandrosterona melhora a capacidade do corpo em usar a energia e queimar gordura. De certo, são dois processos metabólicos que diminuem à medida que envelhecemos.

A dehidroepiandrosterona ajuda a transportar a glicose para as células em busca de energia, reduz os níveis de insulina e estimula a queima de gordura. Como mencionei anteriormente, a dehidroepiandrosterona melhora a massa muscular magra. Portanto, ajuda você a queimar calorias de forma mais eficiente, mesmo inativo.

5. Dehidroepiandrosterona melhora a saúde cardíaca e reduz o risco de diabetes

O uso de dehidroepiandrosterona reduz o risco de artérias obstruídas.
O uso de dehidroepiandrosterona reduz o risco de artérias obstruídas.

O uso de dehidroepiandrosterona reduz o risco de artérias obstruídas. Como também, coágulos sanguíneos, colesterol alto, doenças cardíacas e resistência à insulina / diabetes.  Embora os pesquisadores ainda não tenham certeza do motivo.

A DHEA melhora a função dos vasos sanguíneos e reduz o risco de doenças cardíacas. Bem como o diabetes, reduzindo a inflamação celular, aumentando o metabolismo, melhorando o uso da glicose, insulina e a produção de hormônios sexuais.

Resultados de estudos em animais sugerem que a DHEA evita o aumento da gordura visceral e a resistência à insulina, causada por dieta pobre e sedentarismo.

Outras pesquisas mostram que a DHEA evita o desenvolvimento da aterosclerose (endurecimento das artérias). Também de doenças cardíacas coronárias, interferindo em processos aterogênicos e enzimas como a glucosso-6-fosfato desidrogenase.

6. Dehidroepiandrosterona trata a disfunção eretil

 algumas pesquisas demonstram que níveis baixos de dehidroepiandrosterona ocorrem em homens com disfunção erétil.
Algumas pesquisas demonstram que níveis baixos de dehidroepiandrosterona ocorrem em homens com disfunção erétil.

Embora com alguns efeitos colaterais, a DHEA ajudou muitas pessoas a superar disfunções sexuais. Como também, perda de libido, disfunção erétil, desequilíbrios hormonais e sintomas de menopausa como a secura vaginal.

Os resultados dos estudos foram misturados. Porém, algumas pesquisas demonstram que níveis baixos de dehidroepiandrosterona ocorrem em homens com disfunção erétil.

Assim sendo, a suplementação de DHEA beneficia homens e mulheres. Dessa forma, tratando da diminuição dos hormônios sexuais, de acordo com alguns estudos.

De fato, a baixa testosterona e deficiência hormonal masculina, contribuem para: dores musculares, ganho de peso, perda de libido e problemas sexuais.

Então,  algumas pesquisas sugerem que tomar 25 miligramas de dehidroepiandrosterona diariamente por um ano melhora esses sintomas.

De maneira idêntica, é comprovado que, tomar DHEA por seis meses diminui os sintomas da diabetes, como a impotência .

Mulheres que tomam 10 a 25 miligramas de DHEA por dia reduzem os sintomas da menopausa. Como ondas de calor, secura vaginal e aumento de peso.

Conclusão sobre a dehidroepiandrosterona

Esse é um hormônio esteroide natural, que deixa de ser produzido após os 30 anos de idade.

Concluindo, suplementar com esse pró hormonal, pode trazer grandes benefícios, mas há alguns efeitos colaterais, que devem ser levados em conta.

Assim sendo, não faça uso de dehidroepiandrosterona antes de consultar seu médico.

Esse artigo é meramente informativo e não tem a intenção de substituir a consulta de um médico especializado.

Acima de tudo, não tome medicamentos por conta própria.

 

Deixe uma resposta