Contagem de Carboidratos para Diabetes

contagem de carboidratos

Qual a contagem de carboidratos para controlar o diabetes?

Descobrir qual a contagem de carboidratos e quanto de carboidratos o diabético pode comer por dia, pode, sem dúvida, ser complicado e confuso.

A dieta para diabéticos da American Diabetes Association (ADA) fornece cerca de 45% das calorias de carboidratos. Ou seja, de 45 a 60 gramas por refeição e de 10 a 25 gramas por lanche. Assim totalizando cerca de 135 a 230 gramas de carboidratos por dia.

No entanto, a maioria dos especialistas em diabetes acredita que a contagem de carboidratos para diabéticos deve ser menor . De fato, muitos recomendam uma menor contagem de carboidratos por dia do que o que a ADA indica .

Este artigo analisa as pesquisas realizadas nas dietas pobres em carboidratos para diabéticos e fornece orientações para determinar a contagem de carboidratos ideal.

Alimentos que aumentam o açúcar no sangue

Contagem de carboidratos
Alimentos que aumentam o açúcar no sangue

Sem duvida, o que mais afeta a glicemia é o tipo de alimento e a quantidade do que você consome.

Dos três macronutrientes – carboidratos, proteínas e gorduras, certamente os carboidratos têm maior efeito sobre o açúcar no sangue.

Isso porque, quando seu corpo digere os carboidratos, eles são decompostos em açúcar, que entra na corrente sanguínea.

Isso ocorre com todos os alimentos que contêm carboidratos. Como por exemplo os carboidratos refinados: pães, biscoitos, massas em geral,  além de alguns alimentos saudáveis, como frutas e legumes.

No entanto, os alimentos integrais contêm fibras, ao contrário do amido e do açúcar, a fibra natural dos alimentos não aumenta a glicemia.

Assim, quando os diabéticos comem alimentos ricos em carboidratos, o açúcar no sangue pode subir muito. Então, comer grandes quantidades desses alimentos pode necessitar de altas doses de insulina ou remédios para diabetes para controlar o diabetes.

Já que os diabéticos tipo 1 são incapazes de produzir insulina, e  precisam injetar insulina várias vezes ao dia, independentemente do que comem. Assim, regular a contagem de carboidratos pode reduzir a dosagem de insulina.

Estudos científicos sobre a contagem de carboidratos na dieta do diabético

Contagem de carboidratos
Existem muitos estudos apoiando o uso da contagem e restrição de carboidratos na dieta para diabéticos.

Pesquisas sobre Restrição e contagem de de Carboidratos na dieta para Diabetes

Dietas low carb e cetogênicas para diabéticos

Dietas muito pobres em carboidratos induzem a cetose leve a moderada. A cetose é um estado em que seu corpo usa cetonas e gordura, em vez de açúcar, como fontes de energia.

A cetose geralmente ocorre quando o consumo total de carboidratos é menor que 50 gramas por dia. Ou 30 gramas de carboidratos de alto índice glicêmico (com menos fibra). Isso não seria mais do que 10% das calorias de uma dieta de 2.000 calorias.

Dietas cetogênicas já existem há muitos anos. De fato, os médicos prescrevem a dieta cetogênica para diabéticos muito antes da descoberta da  insulina em 1921.

Vários estudos comprovam que a contagem de carboidratos a cerca de 20 a 50 gramas por dia pode reduzir a glicemia. Além disso ajuda a emagrecer e reduz problemas cardíacos nos diabéticos.

Acima de tudo, esse efeito geralmente ocorre muito rápido.

O que dizem os estudos:

Por exemplo, em um estudo com diabéticos obesos que consumiram apenas 21 gr de carboidratos  por dia, causou uma diminuição na ingestão de calorias, menores níveis de açúcar no sangue. Bem como um aumento de 75% na sensibilidade à insulina. Isso em apenas duas semanas.

Em um pequeno estudo de três meses, as pessoas foram randomizadas para consumir uma dieta com restrição de calorias e baixo teor de gordura ou uma dieta baixa em carboidratos contendo até 50 gramas de carboidratos por dia.

O grupo low-carb teve uma diminuição média de A1c ( Hemoglobina Glicada) de 0,6% e perdeu mais que o dobro do peso do grupo com baixo teor de gordura. Além disso, 44% do grupo  low-carb descontinuaram pelo menos um medicamento para diabetes, em comparação com 11% do grupo com baixo teor de gordura.

Na verdade, em vários estudos, a insulina e outros medicamentos para diabetes ter sido reduzida ou interrompida devido a melhorias no controle do açúcar no sangue.

Dietas contendo 20 a 50 gramas de carboidratos, também foram comprovadas por baixar a glicose no sangue e reduzir o risco de doenças em pessoas com pré-diabetes.

Em um pequeno estudo de 12 semanas com homens obesos e pré-diabéticos que seguiram uma dieta mediterrânea limitada a 30 gramas de carboidratos por dia, a glicemia em jejum caiu para 90 mg / dL (5 mmol / L), em média. Isso no intervalo normal.

Além disso, os homens, surpreendentemente, perderam 14,5 kg e tiveram reduções significativas nos triglicerídeos, colesterol e pressão arterial. além de outros benefícios.

Embora alguns aleguem que a maior ingestão de proteínas na dieta low carb possa causar a problemas renais, um estudo recente de 12 meses descobriu que a ingestão muito baixa de carboidratos não aumentou o risco de doença renal .

Dietas para diabéticos  com baixo teor de carboidratos

Não há atualmente nenhum acordo sobre a contagem de carboidratos para  uma dieta pobre em carboidratos .

No entanto, para os fins deste artigo, o termo “low-carb” nos referimos a dietas contendo 50 a 100 gramas de carboidratos, ou 10 a 20% das calorias, por dia.

Diabéticos tipo 1

Dietas para diabéticos  com baixo teor de carboidratos
Dietas para diabéticos  com baixo teor de carboidratos

 

Embora haja poucos estudos sobre a restrição e a contagem de carboidratos para diabéticos tipo 1, a maioria utilizaram  baixos níveis de carboidratos. Em cada caso, resultados impressionantes têm sido relatados.

Em um estudo de longo prazo em diabéticos tipo 1 que consumiram  70 gramas de carboidratos por dia, reduziram sua A1c de 7,7% para 6,4%, em média. Além disso, seus níveis de A1c permaneceram os mesmos quatro anos depois .

Junte-se a mais de 30 mil pessoas que reverteram o DIABETES - Clique Aqui
Junte-se a mais de 30 mil pessoas que reverteram o DIABETES – Clique Aqui

Uma redução de 1,3% na A1c é uma mudança significativa a ser mantida ao longo de vários anos, principalmente para diabéticos tipo 1.

Advertisement

Uma das maiores preocupações para as pessoas com diabetes tipo 1 é a hipoglicemia. Ou  seja , o açúcar no sangue cai a níveis muito baixos.

Em um estudo de 12 meses, adultos com diabetes tipo 1 que restringiram a ingestão diária de carboidratos para menos de 90 gramas tiveram 82% menos episódios de hipoglicemia do que antes de começarem a dieta .

Diabéticos tipo 2

Contagem de carboidratos
Dietas para diabéticos tipo 2 com baixo teor de carboidratos

Diabéticos  tipo 2 , da mesma forma,  podem ter benefícios em limitar contagem de carboidratos em 50 a 100 gramas diárias. Ou seja até 20% das calorias totais da dieta.

Em um pequeno estudo de cinco semanas, diabéticos tipo 2 consumiram uma dieta rica em proteínas e rica em fibras. Isso com a contagem de 20% das calorias de carboidratos por dia, apresentaram uma redução de 29% no nível médio da glicemia em jejum.

Em um estudo de 12 meses com 259 diabéticos tipo 2, aqueles que seguiram uma dieta mediterrânea fornecendo 35% ou menos calorias de carboidratos tiveram uma redução significativa na A1c, de 8,3% para 6,3%, em média.

Leia também: Diabético pode comer milho?

Contagem de carboidratos ideal para diabéticos

Contagem de carboidratos ideal para diabéticos
Contagem de carboidratos ideal para diabéticos

Está comprovado que a contagem baixa de carboidratos efetivamente reduz a glicose no sangue .

Como os carboidratos aumentam o nível de açúcar no sangue, assim, qualquer redução pode ajudar a controlar a glicemia pós prandial.

Por exemplo, se você come atualmente cerca de 250 gramas de carboidratos por dia, reduzir para 130 gramas resulta em menor glicose no sangue após as refeições. De acordo com os estudos citados. 

No entanto, a maioria dos estudos analisou a resposta de açúcar no sangue de diabéticos que consomem 20 a 50 gramas de carboidratos por dia.

Este nível parece produzir maiores resultados, incluindo redução da glicemia. Assim, reduz ou até mesmo elimina a necessidade de medicação ou insulina.

Como fazer a contagem de carboidratos ideal

Embora os estudos tenham mostrado que diferentes contagens de carboidratos podem ajudar a controlar o diabetes a quantidade ideal varia de pessoa a pessoa.

Vale a pena repetir que a contagem de carboidratos de 20 a 50 gramas de por dia foram as mais estudadas e geralmente produzem os melhores resultados.

No entanto, além de controlar o diabetes, é importante comer uma quantidade de carboidratos que você se sente melhor. Bem como que possa manter a longo prazo.

Portanto, descobrir quantos carboidratos comer por dia requer alguns testes e avaliações pessoais.

Para determinar a sua contagem ideal de carboidratos, meça a glicose antes da refeição e novamente uma ou duas horas depois .

O nível máximo deve atingir é de 139 mg / dL . A fim de evitar danos nos vasos sanguíneos e nos nervos.

No entanto, você pode querer um limite ainda mais baixo.

Para reduzir ainda mais a glicose, você deve restringir a contagem de carboidratos para menos de 10 gramas, ou 15 gramas ou 25 gramas por refeição.

Além disso, a glicose aumenta mais em determinados momentos do dia. Portanto, a contagem de carboidratos pode ser menor no café da manhã do que no almoço ou no jantar.

Em geral, quanto menos carboidratos você consome, menos a glicose no sangue aumentará e menos remédios para diabetes ou insulina você precisará usar.

diabetes controlada dr rocha promoção
Programa Diabetes Controlada Online com 50% de Desconto em até 12x

Conclusão:

Determinar a ingestão ideal de carboidratos para o controle do diabetes requer testar a glicose e fazer ajustes conforme necessário. Isso com base na sua resposta, incluindo como você se sente.

Estudos mostraram que restringir a contagem de carboidratos de 20 a 50 gramas, ou menos de 10% das calorias, pode diminuir a glicose. Além de emagrecer e melhorar a saúde de forma geral, em diabéticos e pré-diabéticos.

Consumir entre 20 e 150 gramas de carboidratos, ou 5-35% de calorias, pode controlar o diabetes e o pré-diabetes. Dietas com menos carboidratos podem ter maior efeito.

Isenção de responsabilidade

Esse artigo é meramente informativo, assim, não deseja substituir a consulta médica ou de um nutricionista.

Fonte: