10 Dicas para Tratar o Pé Diabético Inchado

O diabetes descontrolado pode causar uma condição conhecida como pé diabético, que pode inchar e trazer sérios problemas. Veja como tratar o pé diabético e evitar que fique inchado.

10 Dicas para Tratar o Pé Diabético Inchado

Como tratar o pé diabético inchado

Os diabéticos devem tratar muito cuidado seus pés, pois apenas um pequeno machucado pode causar uma grande complicação, mas também o inchaço e má circulação, dessa forma vamos te dar 10 dicas de como tratar o pé diabético inchado e evitar esse problema. Leia mais…

O que causa o pé diabético inchado

O inchaço excessivo dos pés e tornozelos que é causado pelo acúmulo de líquido nos tecidos é chamado de edema. Pode ser localizado em qualquer parte do seu corpo ou generalizado.

O inchaço é comum após comer alimentos salgados e ficar sentado na mesma posição por muito tempo. Algumas pessoas também podem sentir inchaço devido a alterações hormonais. No entanto, essas não são as únicas causas do inchaço no pé diabético.

O diabetes também pode causar edema ou inchaço nos pés e tornozelos . O inchaço em pessoas com diabetes geralmente ocorre devido a fatores associados à diabetes, como:

  • obesidade
  • circulação sanguínea fraca
  • insuficiência venosa
  • problemas cardíacos
  • problemas renais,
  • efeitos colaterais da medicação

Em casos raros, o edema pode ser causado a uma maior tendência de capilares com vazamento ou, às vezes, pelo uso de grandes quantidades de insulina.

Diabetes e inchaço nos pés

O que causa o pé diabético inchado
Negligenciar as úlceras do pé diabético, pode resultar em infecções, o que, por sua vez, pode levar à perda de um membro.

Diabetes é uma doença em que o corpo não produz insulina suficiente . A insulina é um hormônio secretado pelo pâncreas que ajuda suas células a absorver o açúcar.

Se seu corpo não usa insulina adequadamente, então a glicose pode se acumular no sangue. Se não tratada, o diabetes pode danificar o revestimento dos vasos sanguíneos mais finos, ou capilares. Assim este dano pode causa uma má circulação sanguínea .

Quando o sangue não circula de forma correta pelos vasos, ele fica preso em certas partes do corpo, mas principalmente nas pernas, tornozelos e pés.

Se você tem diabetes, a cicatrização de machucados e feridas fica comprometida, dessa forma o inchaço nos pés também pode ocorrer depois uma lesão ou ferida no pé ou no tornozelo.

Com o tempo, o diabetes pode danificar os nervos das extremidades inferiores ( pés e tornozelos ) mas também de outras partes do corpo. Isso pode causar dormência, assim, com os pés dormentes, quase anestesiados, você pode se machucar e não sentir nem perceber.

Entorses e fraturas não tratadas podem provocar inchaço. Além disso, um corte não tratado pode infeccionar e inchar.

Informe ao seu médico se você tem qualquer inchaço nos pés ou tornozelos, pois pode se um sintoma de outro problema, como doença cardíaca, renal ou hepática.

Se você tem diabetes, é importante verificar regularmente seus pés para ver se há cortes, contusões e outras lesões. Consulte um especialista em pé ( podólogo) periodicamente para verificar se há problemas de circulação ou danos nos nervos nos pés ou tornozelos.

Se você tiver inchaço causado pelo pé diabético, aqui estão 10 dicas para te ajudar a tratar dos seus pés.

1. Use meias de compressão

As meias de compressão ajudam a manter a quantidade certa de pressão nos pés e pernas. Isso pode melhorar a circulação sanguínea nos pés e reduzir o inchaço.

Você pode comprar meias de compressão em uma farmácia ou loja de artigos hospitalares. Essas meias tem diferentes níveis de compressão, incluindo leve, médio e alta. Converse com seu médico se você não souber qual deve comprar.

É importante que as meias de compressão não sejam muito apertadas; portanto, comece com a leve compressão e aumente se necessário. Uma meia de compressão muito apertada pode impedir a circulação de sangue. Também é importante que as meias não sejam colocadas sobre feridas ou machucados abertos.

As meias de compressão cobrem a panturrilha até o joelho. Use no lugar das meias comuns durante o dia e retire antes de dormir. Converse com seu médico para saber se você precisa usar em apenas uma perna ou nas duas.

2. Eleve seus pés

Elevar o pé acima do nível do coração também pode ajudar a reduzir a retenção de líquidos na parte inferior do corpo. Pois o sangue retorna mais facilmente para o corpo e evita que fique concentrado nos pés.

Você pode elevar o pés quando estiver sentado no sofá ou deitado na cama. Use travesseiros para manter a perna elevada ou um suave encosto, ou simplesmente coloque alguns tijolos debaixo do pé da cama.

Se você trabalha sentado em uma mesa e não conseguir manter as pernas acima do nível do coração, usar um banco  para elevar os pés pode aliviar o inchaço.

Dica de Ioga para evitar o inchaço nos pés

10 Dicas para Tratar o Pé Diabético Inchado

Deite-se de costas e encoste as nádegas o mais próximo possível da parede.
Enquanto estiver deitado, levante as pernas e apoie na parede.
Mantenha essa posição por cerca de 5 a 10 minutos.

3. Dica para tratar o pé diabético : Faça exercícios físicos

10 Dicas para Tratar o Pé Diabético Inchado
O exercício ajuda o corpo a se tornar mais sensível à sua insulina.

Ser inativo pode aumentar o inchaço nos pés. Faça um esforço para se movimentar o máximo possível ao longo do dia. O exercício não é apenas bom somente para perder peso mas também baixa a glicose e melhora a circulação sanguínea, reduzindo assim o inchaço.

Advertisement

Mas faça somente exercícios que não precise levantar peso, como natação, ciclismo e caminhada. Tente fazer 30 minutos de exercícios físico 3 ou 4 dias por semana.

4. Perca peso

Perder peso também ajuda a reduzir o inchaço nas pernas. Além disso, estar no seu peso ideal causa menos dores nas articulações, menor risco de doenças cardiovasculares e ajuda a controlar o diabetes.

Quando a diabetes está controlada, os danos aos vasos sanguíneos são menores, o que previne a má circulação sanguínea e inchaço.

5. Mantenha-se hidratado

Se seu corpo retém líquidos, beber mais água pode parecer errado. Mas quanto mais líquido você beber, mais fluidos você expelirá através da urina.

Além disso, o corpo retém mais água quando você está desidratado. Procure beber 8 a 10 copos de água por dia para reduzir o inchaço.

Antes de aumentar sua ingestão de líquidos, consulte primeiro seu médico para saber se isso é adequado para você. Às vezes, se o edema ocorre devido a problemas cardíacos ou hepáticos, seu médico poderá sugerir que você restrinja sua ingestão de líquidos.

6. Evite sal

Comer muitos alimentos salgados também pode piorar o inchaço. Em vez de sal comum de cozinha, cozinhe com ervas como por exemplo:

  • alho seco
  • orégano
  • alecrim
  • tomilho
  • páprica

De acordo com a Clínica Mayo , as pessoas consomem cerca de 3.400 miligramas (mg) de sódio por dia, mas os médicos recomendam uma não consumir mais de 2.300 mg por dia.

Se você tem diabetes, deve evitar o sal. Converse com seu médico para saber quanto sal você pode comer por dia. Para reduzir a ingestão de sal, coma mais frutas e vegetais frescos, não compre alimentos processados e industrializados ​​e procure sempre comer alimentos com pouco sódio.

7. Levante-se de hora em hora

Ficar sentado por muito tempo também pode aumentar o inchaço. Assim, levante-se pelo menos uma vez a cada hora e faça uma curta caminhada de três a cinco minutos para melhorar e ativar a circulação sanguínea. Você pode usar o despertador ou timer do seu celular, para te lembrar que tem que se levantar a cada hora.

8. Tome cloreto de magnésio

O cloreto de magnésio é um mineral que tem benefícios para o diabético, pois ajuda a regular a glicose no sangue. A retenção liquida ou inchaço de pode ser um sinal de deficiência de magnésio.

Para corrigir essa deficiência, tome 200 a 400 mg de magnésio por dia. Tome suplementos de magnésio conforme indicado. Mas converse com seu médico primeiro antes de tomar qualquer suplemento, principalmente se você toma outros medicamentos ou tem outros problemas de saúde.

9. Use óleos essenciais 

A aplicação tópica de certos óleos essenciais também pode melhorar a circulação sanguínea. Por exemplo, foi relatado que o óleo de lavanda ajuda a melhorar a circulação sanguínea e reduz o edema.

Outros óleos essenciais que podem reduzir o inchaço são: hortelã – pimenta , camomila e eucalipto , embora não haja pesquisas para comprovar a eficácia desses remédios.

10. Faça um escalda pés com sal amargo

O sal amargo ou  sal de Epsom é um composto de sulfato de magnésio que ajuda a aliviar a dor e reduzir o inchaço. Encha uma banheira ou bacia com água e despeje um pouco de sal amagro na água. Mergulhe os pés por cerca de 15 a 20 minutos.

Se você tem neuropatia diabética, teste primeiro a temperatura da água com as mãos para evitar lesões no pé.

LEIA TAMBÉM:

Programa Diabetes Controlada Dr. Rocha
Programa Diabetes Controlada Dr. Rocha

Conclusão:

Consulte seu médico se o inchaço ocorre apenas em um lado do seu corpo. Pois isso pode ser um sinal de trombose venosa profunda, que é um coágulo sanguíneo que se desenvolve em uma ou mais veias profundas da perna. Isso pode causar dor, inchaço ou não apresentar nenhum sintoma.

Além disso, verifique sempre se há feridas nos pés, para evitar infecções. Se você tiver feridas, úlceras ou bolhas que não cicatrizam, então consulte seu médico.

O inchaço nos pés pode ocorrer em diabéticos ou não, embora o diabetes esteja mais associado ao inchaço das pernas devido a várias causas.

Se essas dicas para tratar o pé diabético, como elevar os pés, exercitar-se e manter-se hidratado não resolverem, então procure seu médico.